O Evangelho da solenidade deste domingo é o das bênçãos e das maldições que estão em Mateus, trecho também conhecido como Juízo Final.

O texto celebra a vitória da justiça ocorrida na ressurreição de Jesus e no momento em que o Senhor é declarado rei para sempre. A justiça, a verdade e a paz serão eternas.

Evangelho – Lc 23,35-43

 Senhor, lembra-te de mim, quando
entrares no teu reinado.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 23,35-43

Naquele tempo:


35Os chefes zombavam de Jesus dizendo:
‘A outros ele salvou. Salve-se a si mesmo,
se, de fato, é o Cristo de Deus, o Escolhido!’
36Os soldados também caçoavam dele;
aproximavam-se, ofereciam-lhe vinagre,
37e diziam: ‘Se és o rei dos judeus,
salva-te a ti mesmo!’
38Acima dele havia um letreiro:
‘Este é o Rei dos Judeus.’
39Um dos malfeitores crucificados o insultava, dizendo:
‘Tu não és o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós!’
40Mas o outro o repreendeu, dizendo:
‘Nem sequer temes a Deus,
tu que sofres a mesma condenação?
41Para nós, é justo,
porque estamos recebendo o que merecemos;
mas ele não fez nada de mal.’
42E acrescentou: ‘Jesus, lembra-te de mim,
quando entrares no teu reinado.’
43Jesus lhe respondeu: ‘Em verdade eu te digo:
ainda hoje estarás comigo no Paraíso.’
Palavra da Salvação.